GST banner home infoC 002

FunchalQuando se juntam num só espaço – no Paquete Funchal, estilos diferentes e músicos com este “calibre” só pode acontecer um enorme Espectáculo.

O Paquete  Funchal recebeu entre 4 e 10 de Abril a 3ª edição do Cruzeiro Música & Melodias, num itenerário que compreendeu a visita a três portos do sul de Espanha, Cartagena, Malaga e Cádis.

O Classico Funchal, com quase meio século de vida (1961) e várias remodelações ao longo dos anos, passou como os melhores o mau tempo, que assolou os quase dois primeiros dias de navegação até chegar a Cartagena, a primeira cidade a visitar. Segundo palavras do Comandante do Funchal, António Albuquerque, esta terá sido provavelmente a viagem mais complicada naquele itenerário. Deveu-se à ondulação e sobretudo à orientação e intensidade do vento.
Uma palavra de reconhecimento ao estoicismo manifestado por todos os artistas com mais ou menos experiência de mar: os músicos, os cantores e o corpo de baile que, entre os balaços do navio, realizaram espectáculos de elevada qualidade. Quando que esperávamos ter chegado a um “ponto alto” de um espectáculo, eis que surgia uma prestação que nos surpreendia.

 

Num cruzeiro heterogéneo como o Música & Melodias, não se pode esperar que todos gostem do mesmo tipo de música, mas permite que se possa assistir e SofisticChicdesfrutar de ritmos e experiencias musicais tão diversas, como sejam a música clássica, a música popular ou a música mais moderna e artistas de várias épocas.
A diversidade musical apresentada permitiu que todas as pessoas assistissem pelo menos a um espectáculo que lhes tenha agradado. Mas também permitiu aos presentes e que estava dentro do navio, se aproximassem de um tipo de outros tipos música, que habitualmente não escutam.

Para o cruzeiro Música & Melodias, a Classic International Cruises, montou dois espectáculos diários após o jantar.

No primeiro dos espectáculos, actuavam o “corpo de baile” Sofystic´Chic ou os cantores residentes Ana Laíns, Beta Brás e a voz quente do Jazz, Stella Sousa. Esta primeira parte do espectáculo era apresentada pelo Director de Cruzeiro Telmo Miranda, que também emprestou o seu talento actuando com os cantores.
A segunda parte do espectáculo era apresentada por Paulino Coelho, voz sobejamente conhecida da Rádio Renascença, que criava o ambiente certo para a entrada em cena dos artistas convidados.

MMontezoNa noite inicial do cruzeiro actuou o agrupamento clássico ARS Musica, dirigido pelo Maestro Jacinto Montezo*. O maestro, teve o cuidado de explicar de forma sucinta os temas que ia executar com a sua banda e foi a oportunidade de mostrar alguns trechos mais eruditos, mas igualmente conhecidos da maioria do público presente. Foi uma noite diferente e musicalmente calma, contrastando com o mar que se fez sentir, agitado.

Angelico_Fernando_PO cantor e actor Angélico levou até ao Paquete Funchal algumas das suas músicas em versões acústicas que, sobretudo os mais novos, puderam cantar de início ao final das melodias. Foi provavelmente a noite mais morna de todas.

Na terceira noite actuou a popular Dina, acompanhada por elementos da banda Atlantics, banda residente do Funchal, que arrancou um sucesso assinalável. Alguns dos seus maiores êxitos de uma já longa e sólida carreira foram cantados por todos a muito bem a poetiza, a própria irmã da Dina.  Nesta mesma noite a Cantora resolveu homenagear a sua letrista de eleição - Rosa Lobato Faria, recentemente desaparecida. Foram declamados sentidamente, três poemas por alguém que conhecia Viria depois na quarta noite, Fernando PFernando_Pereiraereira, que passou em revista as suas “mil e uma vozes” com o seu humor bem característico e acompanhado de quatro belas vozes femininas. Foi um espectáculo com mais de uma hora, bem do agrado da plateia.

Para a última noite a bordo, estava reservada a voz inconfundível de Paulo de Carvalho, que optou ter apenas um piano a acompanhar a sua voz. Esta foi uma escolha preciosa. No concerto intimista que teve a maestria de oferecer aos cruzeiristas, cantou não só alguns dos seus mais conhecidos temas, mas também decidiu levar temas menos conhecidos do grande público e que se adequaram aquele momento especial.

Após os espectáculos começavam sempre novos concertos quer no Bar Porto ou no Salão Gama. Story_Tellers
Os Story Tellers, são um duo composto pelo Ivo Palitos e pelo Vasco Casquilho. Fizeram um Tributo a Tracy Chapman e actuaram duas vezes no decorrer do cruzeiro. Superaram as expectativas. Havia curiosidade em saber o que iriam fazer e honraram o nome de quem iriam prestar o Tributo. Recomendável.

QuartetoO Quarteto de Cordas, é composto por quatro jovens músicos, que tocaram música clássica e que encantaram as tardes do Salão Gama.Após a meia-noite, entrava “em cena” Paulino Coelho, no Salão Ilha Verde. O DJ provocava nos mais tímidos, o desejo de “saltar para a pista” e dançar ao som dos anos 80.
Servia-se Música quase a todas as horas.

 
Ficam quatro mensagens, que merecem nota máxima

Primeira O profissionalismo dos artistas presentes, que muitas vezes enjoados com o mar e vento difíceis, que se fizeram sentir nos primeiros dias e que conseguiram cumprir fazendo esquecer o mau tempo que embalava o Funchal.

Segunda. A Tripulação que aguentou de sorriso no rosto todos os momentos e nem sempr foram os mais fáceis.

Terceira. O ambiente criado, onde todos comungaram das mesmas emoções. Desde os artistas (bailarinos, músicos, cantores, apresentadores, etc) até aos hóspedes no Funchal.

Quarta. Os bons momentos vividos nos improvisos musicais no Bar Porto. Assistir a improvisos de Jazz com Paulo de Carvalho à bateria, acompanhado por outros músicos com instrumentos de sopro, piano, violinos, vozes, etc. não é todos dias! Todos participaram e uma assistência privilegiada delirou com esses momentos. Não deixa de ser um convite para outras edições do Música & Melodias.

FCH_Popa 

 (voltaremos ao tema)


*Dirigiu entre outras, a Banda Filarmónica da GNR.

Ligações

Globalsea Travel - Agência de Viagens Recomendada Especialista em Turismo de Cruzeiros

infoCruceros.com