Porto de Leixões - Porto

 

 

 

 

Por via ferroviária, o Terminal de Passageiros do Porto de Leixões é servido pela estação de Contumil que dá acesso à rede ferroviária de Portugal.

O Metropolitano chega ao centro da cidade de Matosinhos, onde o poderá apanhar e daí seguir até ao Porto, Gaia ou Póvoa do Varzim.

Actualmente o cais de cruzeiros permite receber nos seus 300 metros de comprimento, navios até 205 metros.


Em 2008, o Terminal de Passageiros do Porto de Leixões recebeu 53 navios de cruzeiros que trouxeram a bordo cerca de 26.000 passageiros.

 

 

 

 

 

 

O Porto de Leixões está localizado a norte de Portugal, na região do grande Porto. É o principal porto marítimo do norte de Portugal.

O Terminal de Passageiros do Porto de Leixões encontra-se na Doca 1 Norte.
O seu edifício foi construído nos anos 60 e é considerado Património Arquitectónico e Histórico da cidade de Matosinhos.

É fácil chegar ao Terminal de Cruzeiros, os acessos rodoferroviários facilitam a deslocação, caso queira chegar pelos próprios meios.

Em direcção ao Porto a ligação faz-se pela A28 e fica a cerca de 15 min. Chegado ao Porto, através da via de Cintura Interna pode derivar para a A1, A3, A20, A43.

Para outras localidades, o acesso faz-se pela A4 e A3 (Braga).

A sua proximidade ao Aeroporto Internacional Sá Carneiro (a 5 kms), facilita a possibilidade de se iniciarem e finalizarem cruzeiros no norte de Portugal (com acesso via metropolitano).

 

 

Localização do Porto de Leixões

Veja localização via Google Maps

 

 

 

 

 

 

 

O Novo Terminal de Cruzeiros está em andamento, permitindo que o Terminal possa receber mais condignamente os navios de maiores dimensões.

Com o novo porto as companhias de cruzeiros têm mais argumentos para iniciarem e/ou finalizarem as suas viagens em Leixões, permitindo que os seus hóspedes possam visitar a cidade Invicta, bem como outros locais de interesse.

A conclusão das obras está prevista para 2011: cais e acessos marítimos, em Março; edifício do terminal de passageiros, em Dezembro.

 

 

 

 

A norte do Douro

A imagem possivel do Porto de LeixõesOs Portos representam cada vez mais uma maior importância no Cruzeirismo, pois são a primeira  porta de entrada para o Cruzeiro.

As condições de acolhimento num porto são extremamente importantes e são estes os espaços onde os sonhos se começam a tornar realidade.

Continuar...

Porto de Leixões, Objectivo 2011

Futuro Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões

O Porto de Leixões irá sofrer obras de melhoramentos e receber uma “prenda no sapatinho” no Natal de 2011.

É uma valiosa prenda de 19 milhões de euros, que irá tornar possível edificar um novo e moderno Terminal de Cruzeiros. Serão condições óptimas para promover o turismo na região litoral norte e sobretudo uma recepção de qualidade a todos os cruzeiristas.

O Concurso para as Obras Marítimas do novo Terminal de Cruzeiros foi lançado em Fevereiro de 2009. Este projecto ficará  concluído em Março de 2011 e compreende um cais com 340m de comprimento, permitindo a acostagem de navios de cruzeiro até 300m (actualmente recebe navios até 250m) e ainda um porto de recreio para 170 embarcações.  

Contudo, é necessário fazer nascer também um novo edifício de apoio para o Terminal de Cruzeiros. Para esta obra será lançado mum concurso no próximo mês de Setembro. Neste edifício ficarão localizados os Departamentos de Produção de Ciência (gabinetes e laboratórios experimentais) e de Divulgação Científica do Parque de Ciência e Tecnologias do Mar.

É preciso criar boas condições para os navios fiquem  algumas horas e asism permitam que os cruzeistas possam disfrutar as cidades e criar valor para as gentes desses locais.

A este propósito o ministro Mário Lino afirmou em Leça da Palmeira, na  cerimónia de lançamento do projecto, em 19 Fevereiro de 2009, no Centro de Ciência e Tecnologia do Mar da Universidade do Porto, que se espera que em 2015 se chegue aos 110 mil passageiros no Porto de Leixões, sendo esta uma obra estratégica, para o desenvolvimento do turismo de cruzeiros em Portugal.

Top